por Autumn Sonnichsen
Trip #249

Uma tarde com Nola, 26 anos, nua no deserto de Moab, Utah, em meio às montanhas La Sal, as pedras mais antigas da Terra

 

 

1
Conheci a Nola no meio deste paraíso seco e vermelho.

2
Ela estava andando do lado de uma estrada de terra de shortinho e biquíni vermelho, sozinha, com o cabelão loiro solto caindo pelas costas. Eu estava enfiada num jipe com uns jornalistas brasileiros, e um deles me disse: “Autumn, olha essa moça, ela parece um anjo selvagem”. Paramos o carro e pedi para tirar uma foto dela. Ela abriu um sorriso tímido e jogou o cabelo para o lado, subindo no capô do nosso carro. Me disse que trabalhava como garçonete no restaurante do hotel no qual estávamos hospedados, contou que tinha acabado de terminar o expediente e estava indo fazer uma trilha de final de tarde com as amigas. No dia seguinte, os jornalistas brasileiros foram embora, e ela me levou para conhecer seus cantos e pedras favoritos do deserto. Passamos a tarde juntas, ela soltou o cabelo, tirou a roupa, aprendeu a empinar o bumbum, me contou da vida dela, com a voz mole e o sorriso solto.


3
Nola tem 26 anos, nasceu e foi criada em um subúrbio de Seattle, no noroeste dos Estados Unidos. Disse que se mudou para Utah quando teve a “crise dos 25”. Tinha terminado a faculdade e estava trabalhando como gerente de um cafezinho em Seattle quando se deu conta de que nunca tinha morado fora da cidade. Ela teve uma infância linda, tranquila, andando de bicicleta até de noite com os vizinhos, explorando as montanhas. Um dia, um primo que trabalhava num resort de esqui em Utah mostrou a ela fotos das montanhas e da neve. Nola entendeu que, se não saísse da sua cidade naquele momento, nunca iria crescer.

''Passamos a tarde juntas, ela soltou o cabelo, tirou a roupa, aprendeu a empinar o bumbum, me contou da vida dela, com a voz mole e o sorriso solto''  

4
“Eu nunca tinha morado sozinha e tinha medo – mas estava enfeitiçada.”

5
Nola se mudou para Utah, e foi no resort de esqui que conheceu sua melhor amiga, Sidney. “Ela me colocou debaixo do braço dela, me tornei sua pupila. Antes tinha medo de experimentar coisas novas, mas aprendi a me empolgar com as novidades. É assim que crescemos e alimentamos as nossas almas.” E foi ali que começou o amor pela escalada. “Foi a Sidney que me levou para escalar pela primeira vez em Salt Lake City, e foi ela que me convenceu a pegar esse trabalho de estação de esqui em Moab.” Moab é um dos melhores destinos de escalada no mundo, marcado pela terra vermelha e por uma porção de pedras com formações bizarras. São as pedras mais antigas da Terra. Um lugar místico, um lugar para se encontrar, um lugar para ser livre. “Logo depois que fizemos esse ensaio fui com um namorado até as montanhas La Sal, ficamos acampados, escalando todos os dias. Esse cara me ensinou muito sobre disciplina e a escalada como esporte.” Os olhos dela brilham quando lembra disso.

6
“Sou meio bicho solto no amor. Essa vida de trabalhar em cantos diferentes dependendo da estação me dá a liberdade de me apaixonar por gente muito especial em lugares novos. Eu lembro de todos eles com muito carinho. Mas eu realmente acredito que meu amor verdadeiro está guardado, em algum lugar, e estou empolgada para quando chegar o dia de nos conhecermos. Gosto de acreditar que só estamos nos preparando para nos encontrar.”

''Quero me mandar, viver aventuras. Quero começar a esquiar em lugares remotos, fazer trilha e esqui ao mesmo tempo. Ouvi dizer que a temporada de neve vai ser incrível este ano''


7

Até lá, uma vida de estrada. Nola vai passar os próximos meses em Seattle, depois deve voltar para Salt Lake para trabalhar num outro resort de esqui durante o inverno. Depois, sem planos. “Quero pegar meu passe de esqui e me mandar, viver aventuras com as minhas amigas na neve. Quero começar a esquiar em lugares mais remotos, fazer trilha e esqui ao mesmo tempo. Ouvi dizer que a temporada de neve vai ser incrível este ano. Estou empolgadíssima.”

 

matérias relacionadas